Crosslinking

O que é Ceratocone?
É uma distrofia não inflamatória, na qual a baixa rigidez do colágeno corneal permite que a córnea sofra abaulamento e afinamentos progressivos, provocando astigmatismo irregular, causando baixa visual.
A doença é bilateral em 90% dos casos e assimétrica, iniciando em um olho e posteriormente afetando o outro. Inicia-se por volta dos 15 anos, progredindo até 35 a 40 anos de idade.
O que é Crosslinking da Córnea (CXL)?
É o mais recente método utilizado para o tratamento do ceratocone e ectasias (afinamentos) de córnea, no qual, através do uso de uma substância natural chamada Riboflavina (vitamina B2) que associada à luz ultravioleta A (UVA), cria novas ligações entre as moléculas de colágeno da córnea, aumentando sua resistência e rigidez. O tratamento aumenta a rigidez corneana em cerca de 300%, fortalecendo-a, evitando desta forma, a progressão do ceratocone em mais de 90% dos casos.
Como é realizada a cirurgia do CXL?
O procedimento é realizado dentro de uma unidade cirúrgica sob anestesia tópica com colírio anestésico. O epitélio da córnea é removido e gotas de colírio de Riboflavina são aplicadas em sua superfície até que esteja totalmente impregnada. A seguir, inicia-se a emissão da radiação UVA por 30 minutos. A Riboflavina absorve a luz UVA e tem como objetivo proteger as estruturas internas oculares e aumentar as ligações entre as fibras de colágeno.
Conclusão:
O CXL corneano não cura o ceratocone, mas quando realizado em casos iniciais tem como objetivo evitar a sua progressão, especialmente para transplante de córnea.

Cerca de 20% dos pacientes portadores de ceratocone eventualmente irão necessitar de transplante de córnea para recuperar a visão. A principal causa de transplante de córnea no Brasil é o ceratocone.